• Equipe NeuroVox

A maior lição de Buda e Jesus (segundo a ciência)

Buda e Jesus propuseram uma ideia. Uma maneira de viver que, segundo a ciência, é capaz de produzir uma vida mais feliz, mais saudável e mais próspera.



Sidarta Guatama, que ficou conhecido como "aquele que despertou" (Buda), nasceu no século 5 antes de Cristo. Ainda que o budismo e o cristianismo sejam doutrinas de pensamento distantes no tempo, no espaço e em diversas ideias, existe uma ideia comum a essas duas tradições — uma ideia que é capaz de transformar a vida das pessoas, segundo os estudos científicos.


É sobre isso que o Prof. Pedro Calabrez fala neste novo vídeo do Canal NeuroVox. Assista ao vídeo abaixo, ou clicando aqui. Abaixo você encontra, também, as referências e recomendações de leitura para o vídeo.



Referências e Recomendações de Leitura:


1) Benefícios cientificamente documentados do altruísmo:

Post, S. G. (2005). Altruism, happiness, and health: It’s good to be good.International journal of behavioral medicine,12(2), 66-77.


Midlarsky, E., & Kahana, E. (2007). Altruism, well-being, and mental health in late life. In S. G. Post (Ed.),Altruism and health: Perspectives from empirical research(p. 56–69). Oxford University Press.


Kahana, E., Bhatta, T., Lovegreen, L. D., Kahana, B., & Midlarsky, E. (2013). Altruism, helping, and volunteering: Pathways to well-being in late life. Journal of aging and health, 25(1), 159-187.


Inagaki, T. K., Haltom, K. E. B., Suzuki, S., Jevtic, I., Hornstein, E., Bower, J. E., & Eisenberger, N. I. (2016). The neurobiology of giving versus receiving support: the role of stress-related and social reward-related neural activity.Psychosomatic medicine,78(4), 443.


Doré, B. P., Morris, R. R., Burr, D. A., Picard, R. W., & Ochsner, K. N. (2017). Helping others regulate emotion predicts increased regulation of one’s own emotions and decreased symptoms of depression. Personality and Social Psychology Bulletin, 43(5), 729-739.

Dunn, E. W., Aknin, L. B., & Norton, M. I. (2008). Spending money on others promotes happiness. Science, 319(5870),1687-1688.


Ingram, R. E. (1990). Self-focused attention in clinical disorders: Review and a conceptual model. Psychological Bulletin, 107,156-176. 


Sneed, R. S., & Cohen, S. (2013). A prospective study of volunteerism and hypertension risk in older adults.Psychology and Aging,28(2), 578.


2) Bases neurais, cognitivas e evolutivas do altruísmo em humanos:

Inagaki, T. K., Haltom, K. E. B., Suzuki, S., Jevtic, I., Hornstein, E., Bower, J. E., & Eisenberger, N. I. (2016). The neurobiology of giving versus receiving support: the role of stress-related and social reward-related neural activity.Psychosomatic medicine,78(4), 443.

Marsh, A. A. (2016). Neural, cognitive, and evolutionary foundations of human altruism.Wiley Interdisciplinary Reviews: Cognitive Science,7(1), 59-71.


3) Excelente livro sobre a psicologia do altruísmo:

Marsh, A. (2017).The fear factor: How one emotion connects altruists, psychopaths, and everyone in-between. Basic Books.


4) Para compreender as dimensões da filosofia (teoria, ética/moral, salvação):

Ferry, L. (2010).Aprender a viver: filosofia para os novos tempos. Rio de Janeiro: Objetiva.


5) Não havia algo próximo à ideia cristã de amor na filosofia grega:

Comte-Sponville, A. (2006). O Amor. São Paulo: Martins Fontes.


Ferry, L. (2017). 7 Maneiras de Ser Feliz. Rio de Janeiro: Objetiva.


6) Livro mencionado no início do vídeo:

Wright, R. (2017).Why Buddhism is true: The science and philosophy of meditation and enlightenment. Simon and Schuster.


7) Avanços da ciência nos últimos 30 anos têm demonstrado a verdade das sabedorias antigas:

Haidt, J. (2006).The happiness hypothesis: Finding modern truth in ancient wisdom. Basic books.

3,118 visualizações2 comentários

NeuroVox News

Psicologia e Neurociências, por Pedro Calabrez

contato@neurovox.com.br

  • Facebook NeuroVox
  • Instagram NeuroVox
  • YouTube NeuroVox

© 2020 NeuroVox - Todos os direitos reservados.